Método SMED: Análise e aperfeiçoamento

Cassio Parisotto, Diego Augusto de Jesus Pacheco

Resumen


Este artigo apresenta os resultados de uma pesquisa exploratória com abordagem quantitativa e qualitativa que teve como finalidade aplicar o método SMED para redução do tempo de setup e analisar as lacunas encontradas no método. Na primeira parte do trabalho, foram aplicados os quatro estágios do SMED, definidos por Shingo (1985) e, na segunda parte, foi realizada a análise das lacunas identificadas na aplicação do método original criado por Shingo. Como resultado, obteve-se redução de 72,6% no tempo de setup do equipamento estudado, elevando o OEE de 82,2% para 87,9%. Além das melhorias no equipamento, foi possível comprovar um aspecto não considerado no método SMED, que já havia sido verificado na literatura e identificar dois novos aspectos não citados na literatura e não considerados no método: padronização das atividades e verificação dos resultados. Por fim, através do estudo, foi realizada a proposição de um novo modelo para redução de tempo de setup considerando tais lacunas.


Palabras clave


Setup; SMED; OEE; redução de setup

Texto completo:

PDF (Português (Portugal))


DOI: https://doi.org/10.37610/dyo.v0i60.495

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.